domingo, 4 de julho de 2010

Não vá (Monica Noronha)

Se eu fosse você não iria lá: poderia descobrir que eu ainda te amo.
Que as flores brotaram este ano, que as praias ficaram lotadas nos finais de semana, o abril não foi tão marrom e o inverno não será tão rigoroso assim.
Poderia descobrir que os fantasmas ainda me assombram, nas manhãs de domingo quando penso que é você que chega com café e jornal; quando saio do cinema e me descubro sozinho; quando a saideira é só uma, a música é só minha e ninguém me sorri de manhã.
Poderia descobrir quanta coisa mudou lá por casa: crianças novas no play, vizinho novo de porta, a padaria da esquina fechou, não tenho mais o quadro azul na parede.
Poderia descobrir que tudo é o mesmo por lá: os travesseiros da cama, o pastel de queijo da feira, sua parte do armário vazia. À noite te espero para jantar enquanto bebo uma dose sozinho.
Poderia descobrir que troquei todos os móveis, na insana tentativa de te esquecer. Joguei fora as cortinas que escolheu com tanto cuidado, pintei de amarelo a sua varanda – você detesta amarelo. Suas porcelanas viraram pó: a minha vingança. Levei quem eu não conhecia para dormir na sua cama e lhe dei as toalhas que deixou para trás como vestígio.
Se eu fosse você não iria mais lá. Ficaria comigo, minhas mãos entre as suas, sem pressa.

4 comentários:

  1. Moniquinha,
    li de madrugada e fiquei emocionada. Seu texto tocou meu coração! É isso: acertamos com as palavras quando elas nos trazem emoção!Parabéns e um beijo da Paçoca.

    ResponderExcluir
  2. Moniquinha,
    Esse texto, sem brincadeira, é uma das coisas mais lindas que já li na minha vida.
    Você conseguiu dar ritmo à dor.
    Me pergunta se eu não estou num orgulho danado de fazer parte do nosso grupinho?

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Mônica
    Ler o seu texto é vivê-lo. Você envolve o leitor e o torna cúmplice. Além da beleza poética com que você descreve sentimentos e paixões você conseguiu fazê-lo em poucas linhas. Uma capacidade de síntese invejável . Parabéns.
    Luigi

    ResponderExcluir
  4. Ai, assim fico orgulhosa da minha pessoa e até acredito que posso ser uma escritora quando crescer...
    Super valeu, beijo
    Monica

    ResponderExcluir