domingo, 14 de março de 2010

AMOS ATOS OBDOS

Campina Grande , 14 de Março de 2010
Ilustríssimos Senhores:
Trombadágua & Granizo S. A.

... ... ... insistimos com Vv. Ss. para que a mercadoria em questão seja despachada com a brevidade possível, acompanhada da respectiva factura. Nada mais temos registrado, para o momento, em nossos archivos. Somos, como sempre, de Vv. Ss.,

Amos. Atos. Obdos.

Severino & Mandacaru, Corp.

14 comentários:

  1. Meu querido Severino,
    Imagino que isso tenha uma explicação...
    No aguardo,
    asap,
    Claudia Bontempo

    ResponderExcluir
  2. Eu li isso como um pedido para a entrega de textos.
    Posso estar errado.

    ResponderExcluir
  3. Talvez, talvez...
    Estou roxa de culpa.

    beijos cabisbaixos,

    ResponderExcluir
  4. Severino, enlouqueceu de vez??????
    Noronha

    ResponderExcluir
  5. Severino, enlouqueceu de vez??????
    Noronha

    ResponderExcluir
  6. no último encontro Severino disse que faria um texto com essas palavras formais das cartas comerciais de antigamente.
    uma coisa de louco este homem, sempre aprontando alguma pra enlouquecer a todos.
    Eu, Roseana

    ResponderExcluir
  7. Nem amos, nem atos, nem obdos seja lá o que isso significa se me acusar eu nego. se me oferecer eu recuso.

    ResponderExcluir
  8. Voce me entregou, não é, Euzinha?
    Severino

    ResponderExcluir
  9. Posso arriscar? A pista está nos destinatários, Trombadágua e Granizo. Para mim é uma referência irônica aos dilúvios esperados de março....
    Noronha

    ResponderExcluir
  10. Aí vai, pessoal:
    Amos. Atos. Obdos. é abreviatura de:
    AMIGOS ATENTOS E OBRIGADOS.
    Esta era a forma bobinha de encerrar as cartas comerciais. A abreviatura é mais bobinha ainda. Não sei se foi inventada para reduzir o tempo da escrita ou economizar na tinta. Não me perguntem a época. Eu não alcancei, eu dizia "cordiais saudações.
    Severino
    N.B. Esse numa que aparece aí é coisa da Paçoca.
    Vou confirmar com ela, mas acho que é uma forma criptografada de "numa boa".

    ResponderExcluir
  11. "Numa Nice"!
    Prezado Severino,
    você agora resolveu escrever em hieroglifos e ainda põe a culpa na frágil Paçoca. Tome jeito homem! assinado Numa Boa.

    ResponderExcluir
  12. Vocês querem me enlouquecer, logo eu que levo tudo a sério e acredito em todos!
    A carta já é maluca, o fim comercial é doido, o destinatário é pancada. Ai vem um tal de Numa que é ou não é o Severino? Ou é ou não é a Paçoca?

    Caso eu não apareça esta semana a culpa é de vocês, estarei internada numa das clínicas abaixo:
    - Santa Lúcia em Friburgo;
    - Casa Verde no Rio;
    - Jacqui Schiff na Bahia.
    Se algum de vocês já passou por uma dessas clínicas me indique qual a melhor, onde poderei encontrar a compreensão para ler Severino.
    beijos enlouquecidos da Epamineuda Franco

    ResponderExcluir
  13. Não querida, nunca fui internada em clínica psiquiátrica. Todas as vezes que tentaram eu fugi no caminho. Quer dizer, teve uma exceção, conseguiram me levar até a porta de uma delas - claro que não sei o nome, na época não sabia nem o meu!- mas quando chegamos eu havia posto a camisa que me deram na médica que me acompanhava, de forma que era ela quem tinha as mãos amarradas e berrava insandecida. Não foi difícil os porteiros acreditarem que ela era a louca!
    Infelizmente, não posso te ajudar desta vez!
    Salomé

    ResponderExcluir